Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Competências Órgãos e Entidades
Início do conteúdo da página

Competências dos órgãos ou entidades

Publicado: Quinta, 21 de Fevereiro de 2019, 17h52 | Última atualização em Segunda, 01 de Abril de 2019, 09h44 | Acessos: 685

ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERATIVOS DE INSTÂNCIA SUPERIOR: COMPOSIÇÃO E COMPETÊNCIAS

Conselho Universitário

O Conselho Universitário (Consun) é o órgão máximo de consulta e deliberação da Unifesspa e sua última instância recursal, sendo constituído pelo reitor, como presidente, pelo vice-reitor, pelos membros do Consepe, e pelos membros do Consad, com as seguintes competências:

  1. aprovar ou modificar o Estatuto e o Regimento Geral da Universidade, bem como, nos termos destes, resoluções e regimentos específicos;
  2. aprovar o regimento interno das unidades acadêmicas e, nos termos destes, resoluções e regimentos específicos;
  3. aprovar o regimento interno dos campi;
  4. criar, desmembrar, fundir e extinguir órgãos e unidades da Unifesspa;
  5. aprovar e supervisionar a política de desenvolvimento e expansão universitária expressa em seu Plano de Desenvolvimento Institucional;
  6. estabelecer a política geral da Unifesspa em matéria de administração e gestão orçamentária, financeira, patrimonial e de recursos humanos;
  7. autorizar o credenciamento e o recredenciamento de fundação de apoio e aprovar o relatório anual de suas atividades;
  8. propor, motivadamente, pelo voto de dois terços de seus membros, a destituição do reitor e do vice-reitor;
  9. assistir aos atos de transmissão de cargos da Administração Superior, bem como à aula magna de inauguração do período letivo;
  10. estabelecer normas para a eleição aos cargos de dirigentes universitários, em conformidade com a legislação vigente;
  11. julgar proposta de destituição de dirigentes de qualquer unidade ou órgão da instituição, exceto da reitoria e da vice-reitoria, oriunda do órgão colegiado competente e de acordo com a legislação pertinente;
  12. julgar os recursos interpostos contra decisões do Consepe e do Consad;
  13. apreciar os vetos do reitor às decisões do próprio Conselho Universitário;
  14. definir a composição e o funcionamento de suas câmaras e comissões;
  15. decidir sobre matéria omissa no estatuto.

Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) é o órgão de consultoria, supervisão e deliberação em matéria acadêmica, sendo constituído: pelo reitor, como presidente; pelo vice-reitor; pelos pró-reitores; pelos representantes servidores docentes das unidades acadêmicas e dos campi fora de sede; pelos representantes dos servidores técnico-administrativos; pelos representantes discentes da graduação; pelos representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE); pelos representantes sindicais. O Consepe tem como competências:

  1. aprovar as diretrizes, planos, programas e projetos de caráter didático-pedagógico, cultural e científico, de assistência estudantil e seus desdobramentos técnicos e administrativos;
  2. decidir sobre criação e extinção de cursos;
  3. avaliar e aprovar a participação da Universidade em programas, de iniciativa própria ou alheia, que importem em cooperação didática, cultural e científica com entidades locais, nacionais e internacionais;
  4. deliberar, originariamente ou em grau de recurso, sobre qualquer matéria de sua competência, inclusive as não previstas expressamente em seu estatuto;
  5. definir a composição e o funcionamento de suas câmaras e comissões;
  6. apreciar o veto do reitor às decisões do Conselho;
  7. exercer outras atribuições que sejam definidas em lei e em seu estatuto.

Conselho Superior de Administração

O Conselho Superior de Administração (Consad) é o órgão de consultoria, supervisão e deliberação em matéria administrativa, patrimonial e financeira, sendo constituído pelo reitor, como presidente, pelo vice-reitor, pelos pró-reitores, pelos coordenadores dos campi, pelos diretores de unidades acadêmicas, pelos representantes dos servidores técnico-administrativos e pelos representantes discentes da graduação. São competências do Consad:

  1. propor e verificar o cumprimento das diretrizes relativas ao desenvolvimento de pessoal e à administração do patrimônio, do material e do orçamento da Universidade;
  2. assessorar os órgãos da administração superior nos assuntos que afetam a gestão das unidades;
  3. homologar acordos, contratos ou convênios com instituições públicas ou privadas, nacionais e internacionais, firmados pelo reitor;
  4. apreciar proposta orçamentária;
  5. emitir parecer sobre os balanços e a prestação de contas anual da Universidade e, quando for o caso, sobre as contas da gestão dos dirigentes de qualquer órgão direta ou indiretamente ligado à estrutura universitária;
  6. pronunciar-se sobre aquisição, locação, permuta e alienação de bens imóveis pela instituição, bem como autorizar a aceitação de subvenções, doações e legados;
  7. pronunciar-se sobre a prestação de garantias para realização de operações de crédito;
  8. deliberar sobre qualquer encargo financeiro não previsto no orçamento;
  9. decidir, após sindicância, sobre intervenção em qualquer unidade acadêmica ou especial;
  10. definir a composição e o funcionamento de suas câmaras e comissões;
  11. apreciar o veto do reitor às decisões do Consad.

REITORIA

Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Seplan)

A Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Seplan) é a instância responsável pela condução do planejamento e desenvolvimento institucional, elaboração da proposta orçamentária anual e acompanhamento de sua aplicação, e pelo processo de captação e de atualização de dados institucionais. Junto com as áreas acadêmicas, administrativas e com os colegiados superiores, constitui um relevante instrumento de gestão por apontar os rumos da Instituição. Outra atribuição relevante da Seplan consiste na definição de metas e indicadores institucionais, igualmente em conjunto com os demais setores que compõem a Unifesspa.

Também compete à Seplan:

  • elaborar o Plano de Gestão Orçamentária (PGO) anual da Universidade, baseado na Lei Orçamentária Anual (LOA) e Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) da União, nos termos da legislação aplicável, a partir da priorização de programas e ações previstos para execução pelas unidades acadêmicas e administrativas;
  • expedir instruções relativas a prazos, condições e modelos a serem observados na elaboração e execução de propostas orçamentárias, planos de investimentos e outras informações pertinentes.

Os elementos basilares do planejamento institucional são missão, visão, valores, desafios, objetivos estratégicos e projetos institucionais, que orientam todo o processo de planejamento institucional, nos níveis estratégico, tático e operacional. O modelo de planejamento estratégico exercitado pela Seplan permite o monitoramento e a avaliação dos objetivos e metas estratégicas estabelecidas para a Universidade, além de introduzir a figura dos projetos estratégicos institucionais, de iniciativa da alta administração, para atendimento de interesses coletivos da comunidade interna e externa.

CAMPI UNIVERSITÁRIOS

Instituo de Ciências Exatas (ICE)

O Instituto de Ciências Exatas (ICE) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), é uma unidade acadêmica de formação superior em graduação e pós-graduação voltada para a área de conhecimento de Ciências Exatas, portanto é órgão interdisciplinar, com autonomia acadêmica e administrativa, que tem como objetivo proporcionar de forma indissociável o ensino, a pesquisa e a extensão. Formando e qualificando profissionais comprometidos com o desenvolvimento de uma sociedade justa e democrática, por meio de cursos regulares de graduação e de pós-graduação.

São objetivos do Instituto de Ciências Exatas:

I - oferecer, de forma gratuita, cursos de graduação, pós-graduação strictu sensu, extensão, qualificação e aperfeiçoamento;

II - desenvolver ações que tenham como objetivo a formação contínua de profissionais da área da educação, Ciência e Tecnologia – C&T;

III - efetivar o planejamento de uma política de ensino, pesquisa e extensão em consonância com as diretrizes dos projetos pedagógicos de suas subunidades acadêmicas;

IV - promover a permanente avaliação de seus projetos pedagógicos;

V - realizar estudos e pesquisas que consubstanciem seu papel propulsor na produção e disseminação do conhecimento educacional e científico, prioritariamente, no Estado do Pará e na Região Amazônica;

VI - estimular e consolidar a articulação de redes e grupos de estudos e pesquisas no campo educacional e da C&T;

VII - promover eventos acadêmico-científicos, artísticos e culturais envolvendo a comunidade universitária instituições de ensino, pesquisa, extensão e os poderes públicos.

Instituto de Estudo em Saúde e BIológicas (IESB)

O Instituto de Estudos em Saúde e Biológicas é unidade interdisciplinar com ênfase na saúde, ambiente e sociedade, com autonomia acadêmica e administrativa, que tem como foco proporcionar o ensino por meio de cursos regulares de graduação e de pós-graduação, bem como a pesquisa e a extensão na forma do Estatuto e do Regimento Geral da Unifesspa.

Instituto de Geociências e Engenharias (IGE)

O Instituto de Geociências e Engenharias, órgão interdisciplinar com autonomia acadêmica e administrativa, tem como competências:

I. Proporcionar o ensino de graduação e de pós-graduação, a pesquisa e a extensão no seu específico campo científico e técnico, conforme seu Regimento e em consonância com o Estatuto e Regimento Geral da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará.

II. Formar e qualificar continuamente profissionais nas áreas de Engenharia, Computação e Geociências, zelando pela sua formação humanística e ética, de modo a contribuir para o pleno exercício da cidadania, a promoção do bem público e a melhoria da qualidade de vida, particularmente do amazônida.

 

PRÓ-REITORIAS

Pró-reitoria de Ensino de Graduação (Proeg)

A Pró-reitoria de Ensino de Graduação (Proeg) é a instância responsável pelo diagnóstico dos problemas, proposição de políticas e coordenação de atividades didáticopedagógicas e de administração relacionadas ao ensino de graduação.

Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Propit)

A Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Propit), órgão executivo da Administração Superior, tem por finalidade programar, orientar, coordenar e supervisionar as atividades de pós-graduação, pesquisa e inovação tecnológica no âmbito da Unifesspa. No plano interno, a Propit desenvolve ações junto à comunidade acadêmica e aos setores administrativos da Universidade e, no externo, junto a segmentos representativos da sociedade, incluindo instituições públicas e privadas, autoridades governamentais e agências de fomento à pesquisa, ao ensino e à inovação de tecnologia. Por consequência, a Propit conduz a política institucional da Unifesspa de pósgraduação stricto sensu (cursos de mestrado e doutorado) e lato sensu (cursos de especialização e de aperfeiçoamento), de pesquisa (incluindo a iniciação científica), e de inovação tecnológica. Também é responsável pela execução, na instituição, de programas financiados por agências federais e estaduais de apoio à pós-graduação e à pesquisa. Na pósgraduação, as ações da Propit estão relacionadas à expansão, qualificação, acompanhamento e financiamento do sistema, incluindo o gerenciamento da concessão de bolsas e recursos externos para a infraestrutura de pesquisa. Na pesquisa, alcança também a formação na graduação, com o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic). Com ações pautadas na valorização e no respeito às diferenças, na multiplicidade de ideias, procurando caminhos que permitam a construção de uma universidade compromissada com o interesse social e a produção acadêmica de qualidade, a Propit tem como missão “promover e gerenciar as condições necessárias para o desenvolvimento da pesquisa, do ensino de pós-graduação e da inovação tecnológica, com ações extensivas interligadas, visando o desenvolvimento da capacidade de formação acadêmica, científica e cultural da comunidade acadêmica, contribuindo para a afirmação institucional da Unifesspa na comunidade local, regional, nacional e internacional”.

Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (Proex)

A Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (Proex) é responsável pela definição das Políticas de Assistência e Integração Estudantil e elaboração de metas para a extensão, em consonância com as diretrizes nacionais e com os fóruns de extensão, cabendo-lhe a coordenação, o acompanhamento e a avaliação das atividades extensionistas obrigatórias à integralização curricular, presentes nos projetos pedagógicos, em articulação com as unidades acadêmicas, além das ações referentes às políticas de assistência e integração do estudante, com vistas a sua permanência com sucesso na Unifesspa.

Pró-reitoria de Administração (Proad)

A Pró-reitoria de Administração e Infraestrutura (Proad) é responsável pela proposição, coordenação, acompanhamento e avaliação das políticas de gestão administrativa, financeira, contábil e patrimonial da Unifesspa, em conformidade com o Plano de Desenvolvimento Institucional.

Pró-reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoal (Progep)

A Pró-reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoal (Progep) é responsável pela valorização e desenvolvimento do servidor, mediante a proposição de políticas e diretrizes de pessoal articuladas com a missão e os objetivos institucionais, cabendo-lhe ainda propor, coordenar, acompanhar e avaliar, em articulação com as unidades da Unifesspa, políticas e diretrizes relativas ao recrutamento e seleção, capacitação, avaliação de desempenho, saúde e qualidade de vida dos servidores.

ÓRGÃOS SUPLEMENTARES

Secretaria de Infraestrutura (Sinfra)

A Secretaria de Infraestrutura (Sinfra) vincula-se à Reitoria e apresenta por atribuições planejar, coordenar, regular, operar e controlar as atividades relacionadas à construção, manutenção, gestão e salvaguarda da infraestrutura física, logística e ambiental da Unifesspa, visando garantir a execução de suas atividades acadêmicas e administrativas. Além da gestão do espaço e do patrimônio imóvel e veicular, é responsável pela relação com as concessionárias de energia elétrica, água e esgoto, administra todos os contratos das áreas de engenharia, arquitetura, construção civil, manutenção predial e veicular, equipamentos prediais e urbanos, limpeza e conservação do espaço, controle de pragas e vetores, análises de qualidade da água, entre outros, além de realizar a gestão dos ambientes externos da Universidade e da frota oficial. Também atua no sentido de zelar pelo cumprimento das regulamentações internas que envolvem o uso do espaço, tais como códigos de postura e planos diretores.{/slider}

Auditoria Interna (AUDIN)

I – elaborar o Plano Anual de Auditoria Interna (PAINT) e o Relatório Anual de Atividades de Auditoria Interna (RAINT);

II – definir as políticas e diretrizes da Unidade de Auditoria Interna, quanto aos procedimentos, métodos e técnicas de auditoria, os quais deverão ser continuamente atualizados em seu Manual de Auditoria Interna;

III – acompanhar, analisar e avaliar a evolução das despesas, inclusive a relação entre resultados pretendidos e obtidos, e propor medidas corretivas e soluções para otimizar a aplicação de recursos públicos;

IV – promover o acompanhamento e a análise das operações realizadas pela Unifesspa por intermédio do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), para auditar a adequação dos registros contábeis, orçamentários, financeiros e patrimonial;

V – emitir parecer sobre o Processo de Prestação de Contas da Unifesspa e parecer final sobre Tomada de Contas Especial, no que se refere ao cumprimento dos normativos cabíveis (Em atendimento ao Art. 15. §6º do Decreto nº 3.591/2000);

VI – acompanhar e avaliar as despesas sujeitas ao controle estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, para emitir parecer sobre o Relatório de Gestão Fiscal;

VII – acompanhar a implementação das recomendações dos órgãos de controle interno e externo;

VIII – acompanhar as providências adotadas pelas áreas e unidades auditadas, em decorrência de desconformidades detectadas nos trabalhos de auditoria, manifestando-se sobre suas eficácias e propondo, quando for o caso, o encaminhamento dessas providências ao TCU, para juntada aos processos respectivos;

IX – realizar auditorias nos sistemas contábil, financeiro, patrimonial, de execução orçamentária, de pessoal e demais sistemas utilizados pela Instituição;

X - realizar auditorias nos sistemas informatizados, quanto à eficiência, segurança física do ambiente, segurança lógica e confidencialidade;

XI - realizar avaliações de natureza operacional nas ações, programas de governo, projetos e atividades da Unifesspa, com a finalidade de emitir opinião sobre sua gestão, sob a ótica da eficiência, eficácia, economicidade, efetividade e equidade;

XII– avaliar por amostragem os procedimentos administrativos e operacionais, no que se refere à conformidade com a legislação e normas a que se sujeitam;

XIII – acompanhar por amostragem os processos administrativos e disciplinares, observando a eventual apuração de responsabilidade que implique prejuízo/dano ao patrimônio da Unifesspa;

XIV – desenvolver trabalhos de auditoria especial, por demanda do Conselho Universitário – CONSUN;

XV– manifestar-se sobre os atos de gestão denunciados como irregulares ou ilegais, propondo às autoridades competentes as providências cabíveis;

XVI – sugerir providências para resguardar o interesse público e a probidade na aplicação de recursos financeiros e no uso de bens públicos, no caso de constatação de irregularidades;

XVII – avaliar a consistência e a segurança dos instrumentos e sistemas de guarda, conservação e controle dos bens e valores;

XVIII – conservar, pelo prazo de cinco anos, a contar da data de julgamento das contas pelo TCU, os papéis de trabalho, relatórios, certificados e pareceres relacionados a auditorias realizadas;

XIX – realizar estudos sobre indicadores de desempenho, a fim de avaliar os resultados da gestão segundo os critérios de eficiência, eficácia e economicidade;

XX – propor normas e instruções relativas às atividades de controle interno;

XXI - desenvolver outras atividades típicas de auditoria.

Centro de Registro e Controle Acadêmico (CRCA)

O Centro de Registro e Controle Acadêmico é um Órgão Suplementar de natureza técnica de Gestão Acadêmica, que dentre suas inúmeras atividades, destacamos as principais:

01 – Efetivar o vínculo acadêmico dos discentes da Graduação, através dos Processos de Seleção;

02 – Analisar e processar o ingresso de discentes por meio de transferências;

03 – Registrar os discentes oriundos de outras instituições por meio do convênio ANDIFES.

04 – Expedir e Registrar os Diplomas da Graduação e da Pós-Graduação Stricto Sensu;

05 – Expedir e Registrar os Certificados da Pós-Graduação Lato Sensu;

06 – Registrar os Diplomas de Instituições não Universitárias;

07 – Registrar revalidações e reconhecimentos de cursos de Graduação e de Pós-Graduação Stricto Sensu, expedidos por instituições estrangeiras;

08 – Assessorar as atividades de Controle Acadêmico;

09 – Facilitar o acesso às informações acadêmicas com transparência e fidedignidade;

10 – Acompanhar os processos de ofertas de componentes curriculares, matrículas, trancamentos e lançamentos de conceitos;

11 – Prestar consultorias sobre legislação e procedimentos acadêmicos às Subunidades e Unidade Acadêmicas;

12 – Gerenciar e realizar o controle documental dos discentes da Graduação, via SIGAA;

13 – Acompanhar, em conjunto com as coordenações de cursos, de todo o percurso acadêmico dos discentes da Graduação; e

14 – Instruir e executar os processos de perdas de vínculos, conforme normativa institucional.

O CRCA, enquanto Unidade Administrativa é composto por uma diretoria (direção do CRCA) a qual é responsável pela gestão do Centro, uma Divisão (Divisão de Admissão e Cadastro), e quatro coordenadorias (Apoio Logístico e Administrativo, Arquivamento e Digitalização, Certificação e Registro e Legislação Acadêmica), uma Secretaria Executiva, e uma Gerência de Acompanhamento Acadêmico, e outras subseções, segue em anexo o organograma para melhor visualização da estrutura (o mesmo encontra-se disponível também no endereço eletrônico, crca.unifesspa.br). Nossa equipe atualmente é composta por oito servidores e quatro bolsistas.

Assessoria de Relações Nacionais e Internacionais (Arni)

A Arni é uma unidade administrativa de natureza técnica da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) voltada ao desenvolvimento de serviços especiais. Colabora com os programas de ensino, pesquisa e extensão, de qualificação profissional das Unidades Acadêmicas e oferece suporte às atividades acadêmicas regulares. Assessora a Reitoria da Unifesspa no que tange as atividades voltadas à implementação e manutenção de ações de parcerias de natureza técnica, científica e cultural com outras instituições de ensino superior, especialmente as estrangeiras.

Ouvidoria

I - Receber, apurar e encaminhar às autoridades competentes reclamações, críticas e comentários de estudantes, professores, servidores do corpo técnico-administrativo e da sociedade, com cortesia e respeito, sem qualquer discriminação ou pré-julgamento, atuando com independência na produção de apreciações acerca da atuação dos órgãos acadêmicos e administrativos da Unifesspa;

II - Promover as ações necessárias à apuração da veracidade das reclamações e denúncias junto aos órgãos competentes, solicitando as providências necessárias ao saneamento das irregularidades e/ou ilegalidades constatadas;

III - recomendar às instâncias acadêmicas e administrativas a adoção de medidas que visem à melhoria das atividades desenvolvidas pela Instituição, a partir da sistematização de dados obtidos pela escuta das manifestações acolhidas;

IV – Orientar os servidores de modo geral, os alunos e a comunidade externa sobre a melhor forma de encaminharem os seus pedidos, instruí-los e acompanharem a sua tramitação;

V – Acompanhar a tramitação dos processos, dando ciência aos interessados das providências adotadas;

VI – Agilizar a tramitação de processos e procedimentos relativos a situações administrativas em que não exista ou em que se tenha demonstrado insuficiente a atuação de outros controles administrativos, ou quando eventuais embaraços se estiverem sobrepondo às questões de mérito, com prejuízo para os interessados;

VII – Encaminhar para estudo da Administração, direta ou indiretamente, propostas de reformulação de normas e de mudanças de procedimentos, que lhe pareçam a causa de problemas, para cuja solução tenha sido chamado a contribuir;

VIII - Garantir a todos os usuários um caráter de discrição e de fidedignidade dos assuntos que lhe forem transmitidos;

IX - Produzir relatórios e publicações no sentido de divulgar e suscitar ações que indiquem possibilidade de aprimoramento das atividades dos diversos órgãos afetos à Unifesspa;

X – Contribuir para a resolução de problemas administrativos ou acadêmicos oferecendo alternativas e informações sobre a legislação e as normas internas vigentes;

XI – elaborar o Plano anual de Trabalho;

XII – promover, sempre que necessário, a mediação na resolução de conflitos, com o objetivo de preservar a relação social entre os envolvidos, em busca da satisfação mútua, estimulando as partes a abandonarem posições adversarias e a construírem consenso.

XIII - buscar as eventuais causas da deficiência do serviço, objeto da manifestação, evitando sua repetição;

XIV - exercer as demais atribuições legais e institucionais, que se compatibilizem com suas finalidades.

XV – Cumprir e fazer cumprir este Regimento.

XVI - Orientar a equipe da Ouvidoria, no sentido de:

a) manter a máxima proximidade com os demandantes efetivos e potenciais do serviço;

b) considerar o comprometimento das necessidades dos demandantes com os objetivos da Unifesspa;

c) manter relacionamento com as diversas áreas da Unifesspa, voltado para o fortalecimento da cidadania, como orientador da ação de cada servidor.

Assessoria de Comunicação (Ascom)

A Assessoria de Comunicação (Ascom) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) ainda não possui um regimento aprovado, no entanto, prevemos as seguintes competências que estão em consonância com as atividades desenvolvidas atualmente pela Assessoria de Comunicação e o Plano de Desenvolvimento Institucional :

Assessorar a gestão da Universidade e comunidade acadêmica nos assuntos de comunicação social, divulgando as ações de ensino, pesquisa e extensão da Instituição à comunidade acadêmica e à sociedade em geral;

Zelar pela imagem institucional, sendo responsável pelo relacionamento da Universidade com a imprensa e pelas contas oficiais da Unifesspa nas redes sociais;

Planejar e executar ações estratégicas de comunicação que auxiliem na resolução de conflitos de interesse entre a instituição e seus públicos;

Planejar, criar, produzir e avaliar material gráfico, audiovisual e digital relacionados à comunicação institucional;

Elaborar e distribuir as informações de cará ter institucional a serem dirigidas à Comunidade Acadêmica e aos meios de comunicação – jornais, rádios, televisões, revistas, websites, redes sociais digitais e outros canais de comunicação;

Planejar e executar ações que visem a acessibilidade da comunicação institucional;

Exercer as funções de relacionamento entre os diversos públicos da instituição por meio de criação de campanhas e produtos de comunicação;

Exercer outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de atuação, em consonância com os objetivos institucionais e missão da Universidade.

 

Fim do conteúdo da página